quarta-feira, 26 de setembro de 2018

CARTAS PARA MIM


Semana passada estava organizando alguns livros que tenho, então folheei  todos eles para ver se tinha algum papel inútil dentro, para ser jogado no lixo. Então encontrei um envelope, e me dei conta de que não havia aberto a carta que eu me escrevi há alguns anos.
Tinha o hábito de me escrever uma carta para ser aberta uns três ou cinco anos mais tarde. Fiz isso por um tempo. Depois a vida desandou de vez...então não fiz mais. Até me esqueci da última carta.
Quando encontrei, pensei em não ler, rasgar, mas não me contive e abri.
Li com calma, como se eu estivesse me resgatando em  cada palavra.

Eis um pouco da carta;

Hoje,05/10/2011,
estou deixando aqui um pouco da Edna que sou hoje, para  encontrar  a Edna que serei em 2016.
Hoje tenho problemas de todos os sentidos;  financeiros, emocionais, a timidez, problemas no casamento; que novidade! Enfim problemas é que não me faltam. Força e fé, também não.
Tá certo que melhorei muito de quatro ou cinco anos para cá, mas não é o suficiente. Preciso crescer como ser humano, psicologicamente, espiritualmente e emocionalmente.
Sou movida  pela emoção. Isso me faz sofrer. Perdoo demais, desculpo com facilidade, espero sempre o melhor das pessoas. Mesmo sabendo que algumas delas não me trazem nada de bom.
Hoje, sou uma mãe/pai sobrecarregada, mas que consegui ser amiga, conselheira,  enfermeira... tento dar o  melhor de mim para meus filhos.
São meus anjos,  presentes de Deus em minha vida!
Não sou nem tenho a pretensão de ser perfeita.
Quero ver meus filhos conquistando seus sonhos, errando e acertando, trilhando seus caminhos, sendo homens de bom coração, honestos, justos, homens de verdade.
Espero vê-los fortes, sem tantos traumas causados pela vida que levamos, sem tanta insegurança, mais fortes.
Quanto a mim; espero ter aprendido a arte da dança do ventre,(eita dançinha difícil)! Quem sabe já estar até me aventurando  a ensinar no meu tão sonhado voluntariado!?
Quero tirar carteira de motorista, mesmo que eu nunca vá dirigir... 
Quero já ter feito a viagem para a terra dos biscoitos, com Diego e Lucas, ver filmes, desenhos, rir muito com os dois.
Quero ver minha casa terminada com roseiras em frente... E principalmente, não quero nunca ter mágoa dentro de mim. Quero continuar acreditando que a bondade, o respeito, a paciência, o cuidado sempre são a melhores e mais forte s armas para lutar.
Quero estar mais forte, diferente. Quero falar, da minha família, sem dor. 

Olá Edna! Já se passaram 5 anos, estamos em 2016;
O que mudou em sua vida?
O que conquistou?
Realizou algum sonho?
Espero que tenha alcançado algum dos seus objetivos, que esteja se sentindo melhor em todos os sentidos.
E Diego? E Lucas? Como estão?
Sua casa está pronta? E as roseiras, a carteira, sua dança?
Já estar realizando o sonho de levar um pouco de beleza e leveza no voluntariado?
A viagem com Lucas e Diego aconteceu?
Que mãe/pai você tem sido?
O casamento, já sofre menos?
Que ser humano você  e seus filhos estão se tornando?

Sinceramente, desejo que esteja melhor do que há 5 anos.
Que tenha conquistado muita coisa. Crescido junto com seus filhos.
Se tudo continua igual ou pior, não desista. Busque como sempre buscou, lute, confie, continue tentando. A vida é uma busca eterna e não se pode perder a fé nem a esperança.
Se conquistou algo, parabéns! Você é vencedora.
Se não, continue, lute, trilhe seu caminho, confie e agradeça a Deus sempre. 
Ame a todos os que te rodeiam, acredite na felicidade, ria com Diego e Lucas dance, sonhe...
Escreva-me hoje, te encontro em 2021.
Seja você, siga seu coração, sua intuição.


Li e chorei, chorei...

Um pouco da Edna que me tornei está nas paginas do blog.
Continuo forte.

19 comentários:

  1. Olá, querida Edna!

    Sei k há pessoas, k costumam escrever cartas para elas mesmo, que fecham para lerem depois de passados uns anos. Você é uma dessas pessoas. Eu nunca me deu pra isso.

    Sua carta é mto bonita de sentimentos e de expetativas, e sobretudo o amor, k têm por seus amados filhos, que continua, continua, cada vez mais.

    Se melhorou algo, parabéns, caso não, continue lutando até conseguir. O casamento, k não dá mesmo tem solução: divórcio e tudo fica bem mais fácil. A mulher tem k tomar as rédeas de seu destino. VÁ EM FRENTE!

    Beijão e linda primavera!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Céu querida,
      Não melhorou muito, em alguns aspectos piorou. perdi grande parte da saúde emocional e psicológica... mas vamos em frente.
      O amor e cumplicidade entre mim e meus filhos só veio a aumentar. Glória a Deus!
      O casamento, desandou de vez, chegou ao fim. Um casamento que me roubou de mim...
      Bom, não conquistei nada. Alias, perdi muito. Até minha dança precisou ficar de lado.
      Mas a vida segui e eu sigo também. Com fé, com amor e desejo de ser melhor.
      Beijos.

      Excluir
  2. (...)Espero sempre o melhor das pessoas. Mesmo sabendo que algumas delas não me trazem nada de bom.
    Quem tem dentro si a semente simples da bondade não consegue ser de outra forma.
    Como diz o poeta... Ter bondade é ter coragem.
    Boa noite abençoada. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Emilia querida,
      Obrigada.
      Não espero demais das pessoas, espero apenas respeito... mas as vezes isso é pedir demais para algumas pessoas.
      Beijos.

      Excluir
  3. Temos de ser exigentes para que os outros nos tratem como merecemos. Não se trata de sermos maus, trata-se de sermos bons connosco... não permita que a tratem com menos amor. :) Achei lindo escrever essa carta para si. Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá Nura,
    bem vinda ao meu mundo!
    não sei ser exigente, sou tolerante e acredito demais na mudança das pessoas.
    Estou pensando em me escrever novamente...Talvez.
    Foi um prazer ter você aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Edna,

    Interessante a sua ideia. Essas cartas proporcionam boas e profundas reflexões, não é?

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Que bonito; sabe que até pensei em escrever pra mim?
    E a dança do ventre... conseguiu tirar carteira?
    Respeito, Bondade, Tolerância somos nós mesmos que temos
    que entender esses processos pois não dá para lidar com
    todo mundo do mesmo jeito.
    Somos feitos de muitas ideias bacanas mas muita tirania também.
    E isso é algo que não se aprende em escola e sim na escola da vida.
    Eu li uma frase que dizia assim: "Nem sempre aquele que te beija te ama".
    Bom começo de mês de outubro.

    ResponderExcluir
  7. Olá, então, não pude tirar carteira. Até fiz aulas, exames, mas infelizmente a síndrome do pânico, a TAG e todos os outros problemas de saúde me impediram de continuar. Durante muito tempo até mesmo segurar um copo ou colher era difícil para mim.
    Minha vida se resumiu basicamente em consultas e tratamento.
    Não me sobrou tempo ou condição psicológica para continuar.
    Um dia talvez eu recomece.
    Sobre a dança, também foi preciso deixar de lado, recomendações médicas e falta de equilíbrio. Mas pretendo retornar mais para o futuro.
    Sua frase disse tudo. Era beijada por quem mais me feriu.
    Um outubro abençoado para você.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Edna,
    Tão interessante essa forma de avaliar a sua vida através de cartas a você própria.
    Muito bom quando temos consciência das nossas limitações, dificuldades, alegrias, e nos propomos a melhorar fazendo depois a avaliação.
    Adorei ler a sua carta.
    Parabéns e continue assim uma pessoa de bem como é.
    Beijinhos e abençoado domingo.
    Que Deus ilumine sempre a sua vida.
    Ailime

    ResponderExcluir
  9. Aileme,
    Obrigada pelo comentário.
    Sempre me avaliava ao ler as cartas. Tentava ser uma pessoa melhor a cada dia. Hoje já não me avalio. Estou em uma fase muito difícil e confusa.
    talvez eu volte a me escrever.
    Beijos querida.
    Adoro seus comentários.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, Edna
    Que ótima ideia de escrever cartas. Desejo que a esperança sempre seja renovada, dias melhores virão. Aproveitar os momentos com os filhos é um verdadeiro presente de Deus. Bjs querida.

    ResponderExcluir
  11. Lucinalva querida,
    como pode ver, essa foi a última carta. Desde então, não me escrevi novamente. Estou pensando em voltar a fazer. Talvez...
    São os momentos mais preciosos para mim, e creio que para eles também.
    Obrigada. Deus esteja com você!

    ResponderExcluir
  12. Muito interessante essa forma de exorcizar os seus fantasmas escrevendo uma carta a si mesma. A vida tem de ser vivida dia após dia, sem contar em demasia com os outros e sem deixar queafectem a nossa vida negativamente. Por vezes temos que saber ultrapassar as pedras do caminho sem tropeçar nelas, mas pisando-as para com elas fazermos pontes.
    Força!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Fá querida, obrigada.
    As vezes Fá, não temos escolhas. Não temos como contornar as pedras, que dirá fazer pontes.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Poesia pura o que você escreve. Muito tocante. Algo do tipo que somente pessoas sensíveis e puras de coração conseguem!!

    Parabéns a ela qualidade e sentimentos contidos nesse post!!

    ResponderExcluir
  15. Eu disse: "parabéns pela qualidade", rsrs

    ResponderExcluir
  16. Obrigada meu caro Josemar.
    E somente pessoas especiais assim como você, conseguiram entender e ver minha alma ao me escrever.
    Beijo no coração. Deus esteja sempre com você.:)

    ResponderExcluir