segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

SEPARAÇÃO


Nunca pensei viver esse momento... em meio a tanta dor que já enfrento com a síndrome do pânico agora estou tentando lidar com minha separação.
Um casamento da minha vida inteira. Nunca foi um casamento feliz, pelo contrário, muito triste, complicado, difícil... Nesses 26 anos dediquei toda minha vida a ele e a família. Só sei ser casada, não aprendi outra coisa.
Há muito não estava mais suportando tanta dor, tanto descaso, desprezo... Então descobri as traições a alguns anos. Fui perdoando, tentando refazer a história, tentando acreditar na mudança. Mas tudo foi em vão! Continuei casada sozinha, lutando pela família sozinha.
Neste último ano dei o melhor de mim, recebi o pior como em todos os anos que se foram. Ainda assim estava disposta a lutar pelo meu casamento para quem sabe um dia eu ter um pouco de paz, de respeito, de afeto sincero.
Sonhei sozinha, lutei sozinha, acreditei sozinha.
Mesmo perdoando todas as traições, toda frieza, toda falta de carinho e dedicação, nada adiantou.
Ele se foi...
Se eu já me sentia perdida, agora estou sem chão, sem norte, sem direção.
Ser casada a vida inteira, ver a pessoa que virou adulto junto com você, amadureceu com você, indo embora é muito doloroso e difícil de aceitar,de entender. 
Olho pra trás e vejo quanta coisa não fiz, não fui, não vivi, simplesmente para evitar brigas. Abri mão de tudo pela família, e hoje estou aqui; Sem marido, sem ter construido nada, sem saber o que me espera. Cheia de tantos medos, tanta dor!  A ausência física dele resmungando ou esbravejando pela casa está me consumindo.
Se eu ainda o amava; Não. Mas é difícil explicar, impossível de entender a falta que a presença ainda que ausente me faz. Sou sentimental demais, isto é ruim. Sofro, sofro muito!
Só resta buscar forças para continuar.Onde eu não sei.
 Meus filhos são todo apoio, carinho e amor para comigo. Espero em Deus que juntos refaremos nossas vidas. Espero em Deus que dias menos dolorosos possam vir!
 

domingo, 24 de dezembro de 2017

DIA 25. PRESENTE DE NATAL



       Meu anjo, que Deus continue te abençoando, protegendo e guiando seus passos sempre! Que você continue sendo este ser cheio de alegria, força, amor e bondade. Que você cresça cada vez mais em sua fé. A fé que te faz seguir em frente, a fé que te da sabedoria para lidar com as dificuldades...a fé que você usa para me apoiar nestes tempos tão difíceis para mim. A fé que te manteve lúcido e de pé durante anos tão sofridos.
Que você colha o melhor da vida, com humildade  e gratidão.
Você é um vencedor!  
Obrigada por existir!
 Esteja sempre sob o olhar cuidadoso de Deus!
Te amo! 


segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

DESABAFO

Mesmo sem gostar de falar muito sobre o assunto, as vezes
sinto que preciso falar. Venho lutando contra a síndrome do pânico a mais de três anos. Muitas vezes, como neste último mês tenho crises fortes e que demoram muito a passar. Sei que não é fácil de entender para quem não sabe a dimensão dos sintomas e da dor no peito e na alma, que a síndrome do pânico causa. Mas para quem tem ou conhece a síndrome do pânico, sabe bem tudo que passo.
Além da psicóloga e da psiquiatra que são dois anjos que Deus me enviou, conto com a compreensão, apoio e carinho dos meus filhos. Sem eles eu não sei como seria.
 Os medos que tomam conta de mim, me paralisam. O medo da morte me rodeia a todo os momento.Tenho medo e sofro ao pensar na dor que minha morte causará aos meus filhos. É  um medo tão profundo, tão dolorido,sinto um buraco no peito, daqueles buracos que sentimos quando recebemos a notícia da morte de alguém muito querido. Choro, fico sem dormir, quase não como, tenho taquicardia, dores de cabeça...e por aí vai. É difícil enumerar tamanho desconforto que o transtorno do pânico causa em mim. Raramente saiu de casa sozinha. O medo me aprisiona. E assim tem sido meus dias, semanas, meses, anos...
A única coisa que a síndrome do pânico não me tirou, foi minha fé. E é pela fé que tenho seguido em frente, mesmo deixando até minha dança para lá. Agora recebo  visita da minha professora e grande amiga em minha casa de vez em quando. Ela vem me trazer um pouco de alegria e dançamos juntas aqui em casa.
Então é isto; um desabafo.

Continuo esperando dias melhores, com menos medo. Quem sabe um dia eu me veja livre disso tudo?
Quem sabe terei de volta segurança, minha força? Quem sabe?

domingo, 22 de outubro de 2017

DIA DE AGRADEÇER



   Meu anjo,
Que Deus  continue a te abençoar, cuidar, iluminar seus caminhos, te guiando sempre para você se tornar uma pessoa cada vez melhor.
Continue sendo este ser cuidadoso e  carinhoso que você sempre foi.
Que você cresça em sua fé, sua bondade, alegria, simplicidade e humildade. Trilhe seu caminho de cabeça erguida como vencedor que você é! 
Expressar o que sinto e o que você  significa para mim, é muito difícil, falta-me palavras. Mas você sabe o quanto te amo, quanto te admiro, o quanto me orgulho por ser sua mãe.
Agradeço a Deus a todo momento por permitir ter você como filho. Um filho mais que abençoado, cheio da Graça de Deus. Te desejo o melhor da vida, que é; paz, saúde, alegria, muita, muita fé, esperança, força, humildade, sabedoria, amor sincero e gratidão.

Te amoooo!

sábado, 14 de outubro de 2017

UM LAR

Sabe aquela sensação de ver o tempo passar e você não conseguir fazer nada!!??
É assim que tenho  me sentido ultimamente. O tempo voando e eu parada, sem realizar nada! Minha vida está uma verdadeira mesmice. Não me sinto culpada, pois as coisas que quero fazer não dependem só de mim. Depende bem mais de outra pessoa. Sou louca por ver minha casinha pronta; mas até hoje quase nada está realmente pronto. Tudo falta acabamento, tanto por dentro quanto por fora. O quintal é uma verdadeira bagunça. Restos de material acumulados a anos, terra solta, um caos!  Por mais que limpe, arrume a casa, parece que nada é foi feito. As paredes tristes, só no reboco o muro só nos tijolos ainda... enfim uma casa em construção a anos. E olha que é uma casa bem pequena! Sei que as coisas estão mesmo difíceis mas estou sem paciência ultimamente.  Ver a casa pronta com paredes pintadas, flores na frente da casa, moveis na sala é um grande sonho meu  dos meus filhos. Do meu marido nem tanto. Sempre a algo mais importante que a casa. 
Fazer o que? Esperar com mais paciência, bem mais paciência e quem sabe um dia este sonho se realize!?
Enquanto isso vou sonhando com o aconchego de uma casa simples e tão esperada.
Que o tempo não passe tão rápido, que eu não envelheça sem ter este sonho realizado.