sexta-feira, 8 de junho de 2018

VOU SEGUINDO...


Hoje me dei conta de como o tempo tem passado depressa.  Cinco meses se passou desde a minha separação. É uma sensação muito estranha. Ainda não entrei com pedido de divórcio, nem sei quando farei. Vou deixando as coisas como estão, afinal sou dependente do plano de saúde da empresa que ele trabalha. E como preciso de tratamento...Nem em sonho tenho a possibilidade  de pagar um plano para mim.
Tenho quebrado a cabeça pensando em algo para ter uma graninha...mas nada que penso flui. Até tentei fazer mini bolo de pote, mas não deu.Sou tímida demais para sair de porta em porta. Já postei algumas fotos do lugar que vivo, aqui no blog. Meu bairro tem seis mini ruas, faz divisa com sítios e com ruas sem saídas. Nem mesmo a tal propaganda boca a boca funcionou para que eu vendesse algum bolo.
Não desisti na primeira tentativa. Fiz varias. Então vi que não dava. Deixei pra lá. Pensei: Pequenos consertos de roupas; Mas minha vizinha sobrevive disso. Liguei para umas colegas que moram em apartamentos, perguntei se precisavam de alguém para uma faxininha...Também foi em vão. Pensei; vou ver na creche comunitária. Quem sabe consigo algo. Afinal, adoro crianças, sei fazer brincadeiras, joguinhos, sei cozinhar... e frequento a igreja. ( a creche é mantida pela igreja). A resposta foi educada, mas que infelizmente estão dispensando até as pessoas mais antigas. Agradeci, voltei pra casa e tentei pensar, ver se surgi outra ideia, mas nada!
Estou fora do mercado de trabalho formal a mais de vinte anos.Nos últimos anos trabalhava informalmente fazendo bordados de pedraria que hoje já não se usa. Fui manicure, mas hoje as mãos são tremulas por causa da tag. Fui demonstradora de produtos de beleza... Isso,agora sem chance pra mim..Pensei em salgadinhos, docinhos, bombons, mas já tem duas pessoas aqui que fazem. Então as minhas ideias se esgotaram. Um emprego formal, tipo atendente de padaria, loja, não posso procurar. Teria que faltar, sair horas mais cedo ou chegar horas atrasada uma ou duas vezes por semana. Tenho as benditas consultas. Ai então volto a estaca zero.
Então vou esperando uma luzinha, uma vozinha divina soprar no meu ouvido me mostrando a direção que devo seguir.
Então fico por aqui esperando sugestões e torcendo que alguém traga ideias novas.
Só mais uma coisinha; Meu obrigada a todas as pessoas que tem me dado forças para continuar. Tem sido muito importante para mim. Aos meus filhos, meus anjos protetores, obrigada, obrigada e obrigada.
E um muito obrigada a Deus por me amparar todo tempo!
Obrigada Senhor por eu não perder minha fé! 

5 comentários:

  1. A vida realmente é muito injusta... Tantas pessoas más bem na vida e depois estes casos... Não desista, muita força, vai ver que quando menos esperar tudo melhora

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Deia.
    Assim espero.
    Beijos, Deus esteja sempre com você!

    ResponderExcluir
  3. Oi Edna!Bom saber de você. Tentei te ligar esses dias...mas só chamou.
    Tô aqui matutando,botando a cabeça para pensar em algo que você pudesse fazer...se eu pensar em algo te aviso!
    Mas acredito que em breve vai aparecer algo, continue espalhando por aí seu desejo de trabalhar que logo vai aparecer a oportunidade. Acredite!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alda! Estou sem telefone por enquanto, assim que normalizar te aviso.
      Assim espero. E o mais engraçado, tem que aparecer algo dentro das minhas possibilidades.
      Obrigada por tudo.
      Beijos, Deus esteja sempre com você!

      Excluir
  4. hello,
    i'm a new follower of your amazing blog, can you follow mine on my blog?
    https://amoriemeraviglie.blogspot.com/

    ResponderExcluir