terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

SOU ASSIM

Sou assim; de fases.
Vez ou outra, me fecho, me guardo.
Uma defesa, uma proteção!?
Uma busca, ou um encontro!?
Sei lá!
As vezes sou pedaços, mesmo sendo inteira.
Outras vezes, explosão, mesmo sendo calmaria.
Sou riso e lágrima,
esperança e medo.
Sou coração, quase nunca razão.
Sou intensa e suave,
sou mistério e revelação.
Sou assim; medo e coragem,
paz e guerra brigam dentro de mim.

 

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

DANÇA DA ALMA

Pensamentos inquietantes dominam minha mente: as vezes chegam até minha alma.
Mas, tenho alma que brinca,
que  ri do meu descompasso na vida.
Então, tiro minha alma para dançar.
Rodopiamos, quase flutuamos.
Minha alma leve, me conduz na melodia doce, suave dos sonhos que trago no coração.
No ritmo da esperança, vamos bailando;
ensaiamos  passos novos repetidas vezes.
Como bailarinas, vamos lendo as notas escondidas em sons diferentes, hora lentos, hora rápidos, como meus pensamentos.
Nesses ensaios, prefiro estar só.
Talvez para não atrapalhar, não perder o foco,
quero ouvir apenas as batidas do meu coração.
Assim, sem plateia, em um palco só meu,
vou sendo conduzida por minha alma,
na dança da vida, com os passos que minha alma me ensina.
Que tocam meu coração.


sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

FALANDO DE AMOR


Vim falar de amor! Do amor verdadeiro, que me faz seguir. Que tem me ajudado a levantar todos os dias, que me segura pela mão e me conduz.
Outras vezes ( a maioria das vezes), me leva no colo para atravessar o abismo que se transforma minha estrada.
E, quando tudo ainda era escuridão, eu sabia que a luz existia, que ela estava a minha frente, sempre.
E, é esse amor verdadeiro, que vim desejar a todos que estão sempre aqui.
Aos que passam por aqui,
aos que me inspiram, a ser uma pessoa melhor,
aos que admiram meus escritos,
aos que se tornaram grandes amigos, 
aos que me dão coragem e força...
minha gratidão, meu afeto, meu obrigada!

Que o verdadeiro amor, que é Deus, seja presença constante em suas vidas!
Esse amor, que nos sustenta, nos ilumina, nos fortaleçe e ensina,
traga a paz a cada um de vocês!
Feliz e abençoado natal !

terça-feira, 26 de novembro de 2019

VIVER

Viver, é equilibrar na pontas dos pés, feito bailarina.
É seguir a dança, mesmo que perca o ritmo.
Encontrar leveza em qualquer melodia.
É desvendar mistérios,
 percorrer caminhos,
fazer curvas, seguir o rio.
É tentar se encontrar, se construir e reconstruir.
 Viver, é fazer escolhas delicadas, é sentir o pulsar do coração,
o sabor da lágrima...
É despir a alma e se olhar sem pudor,
sem mentiras, sem reservas.
É se reinventar e ser melhor.



 

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

QUERO SER

Quero ser brisa, por onde eu andar,
Quero ser  ponte, para atravessar,
Quero ser música, para alegrar,
Quero ser dança, para encantar!

Quero ser caminho, para percorrer,
Quero ser luz, para iluminar,
Quero ser mãos, para guiar,
Quero ser sonhos, para realizar!

Quero ser chuva, para restaurar,
Quero ser lua, para inspirar,
Quero ser lágrima, para suavizar,
Quero ser palavra, para abençoar!

Quero ser silêncio, para escutar,
Quero ser flores, para presentear,
Quero ser abraço, para confortar,
Quero ser sorriso, para conquistar!

Quero ser bondade, para acolher,
Quero ser paz, para acalmar,
 Quero ser fé, para confiar,
Quero ser esperança, para continuar!

Quero ser afeto, para dividir,
Quero ser tempo, para esperar,
Quero ser força, para consolar,
Quero ser humildade, para perdoar!

Quero ser prece, para agradecer,
Quero ser sabedoria, para entender,
Quero ser serenidade, para aceitar,
Quero ser amor, para curar!

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

TEMPO DE CALMARIA

Muitas vezes precisamos mais que força para seguir.
Precisamos de paciência, coragem e muita fé.
Só assim, conseguimos passar pelas tempestades, ou caminhos de pedras e espinhos.
 Existe um tempo que caminhamos na escuridão.
Outras vezes vagamos por desertos por longo tempo, perdidos, sem direção...
Aprendi, que esse tempo é preciso, para fortalecer e tornar serena, madura para trilhar caminhos coloridos que o tempo há de trazer.
Tempo de calmaria...

terça-feira, 1 de outubro de 2019

COLCHA DE RETALHOS


Abri as gavetas da minha alma, retirei retalhos guardados...
Juntei os mais inteiros, mais leves, costurei com cuidado, um por um.
Ponto por ponto, fui transformando em uma colcha de retalhos.
Entre um retalho e outro, costurei flores, derramei perfume, bordei sonhos, colei gratidão, pintei fé com cores de esperança.
O que restou no chão, segurei na mão, fechei os olhos, fiz uma prece e soprei ao vento.
Pedi coragem, olhei dentro de mim, ergui a cabeça
e continuei...
 
Separei nova gaveta, limpei com cuidado, escolhi lugar seguro para guardar a colcha de recomeço...